Como Inovar com Sucesso

Inserido por 19 de agosto de 2019 Educação, Empresas Nenhum comentário

Compartilhe:

Inovar hoje não é uma opção e, sim, uma necessidade de toda empresa. Apesar dos custos e riscos envolvidos no trabalho para lançar um novo produto, os problemas tendem a ser maiores para a companhia que não inova.

A inovação vai de uma pequena melhoria em algo já existente até a criação de um produto inédito, totalmente desconhecido para consumidores e empresas.

Uma marca de xampu há anos no mercado pode criar uma nova fragrância. Mesmo essa pequena invenção é capaz de proporcionar mais valor percebido e aumentar as vendas de toda linha do produto para cabelo.

No outro extremo, estão as novidades revolucionárias como os computadores, celulares e os diversos aplicativos facilitadores do dia a dia. Estas causam ainda mais impacto e, consequentemente, um maior crescimento da empresa.

As empresas Embraer, Natura e Whirlpool são exemplos de inovação e sucesso. Elas ficaram nos primeiros lugares do prêmio Inovação Brasil 2019, a pesquisa sobre o tema mais reconhecida do país, promovida pela Strategy &, consultoria estratégia do network PwC e o jornal Valor Econômico.

Por que inovar?

Há muitos fatores que implicam na necessidade de uma empresa estar sempre inovando, dentre eles:

  • Os consumidores buscam novidades;
  • A sociedade é dinâmica;
  • Avanço da tecnologia;
  • Concorrência inovadora.

Como inovar?

Não basta ter uma grande ideia para inovar. “Em matéria de novos produtos, não se pode confiar só no acaso (embora este eventualmente ajude)”, afirmam Flávio e André Urdan, no livro Gestão do Composto de Marketing.

Para ser bem-sucedida, a inovação exige um processo proativo, deliberado, estruturado, relativamente autônomo e contar com orçamento apropriado.

Um bom profissional de marketing é essencial nesse processo. O trabalho dele, juntamente com responsáveis pela engenharia, finanças, produção e tecnologia de informação da empresa, possibilitará uma boa gestão da inovação.

Nessa gestão, são fundamentais o compartilhamento de objetivos, o bom fluxo da comunicação e a conjugação de perspectivas.

Quando inovar?

Agora. A inovação é a continuidade da empresa e, cada vez mais, quesito importante para a sobrevivência do negócio.

É preciso estar atento às novas exigências dos clientes, às mudanças do mercado e às oportunidades de novos caminhos e ideias. E antes que a inovação seja uma necessidade, inove.

Quanto mais cedo a empresa consolidar um lançamento, maior é chance de se destacar dos concorrentes.

Esta não é uma tarefa fácil. É um trabalho que exige tempo, consome dinheiro e, ainda assim, pode fracassar, e ter que ser reiniciado.

Porém, como já citado neste artigo, vale mais uma tentativa frustrada do que não inovar. Se a empresa não investe em novos produtos, ela perde competitividade, a rentabilidade declina e, assim, só resta uma saída: fechar. O processo de inovação deve existir e deve incluir pesquisas com clientes alvo para reduzir o risco de fracasso.

O MBA Marketing FUNDACE-USP, em Ribeirão Preto, é um dos poucos programas de pós-graduação da área que dedica a atenção devida ao processo da inovação e prepara profissionais para se diferenciar no mercado.

Comente

Seu e-mail não será publicado.

Quer mais informações ou tirar dúvidas? Fale com a gente